MUNDO SAÚDE PERSONAL PILATES

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO FÍSICA

IMG1
Flavia Bosco
Escrito por Flavia Bosco

Olá pessoal!

Todos já devem ter ouvido falar pelo menos uma vez em avaliação física não é verdade? Na maioria das academias ela é exigida logo ao se matricular, mas por quê?

Bem, os benefícios do exercício físico para a saúde todos nós sabemos, a facilidade que encontramos para realizar exercícios também. Um exemplo clássico disso são os sedentários que resolvem iniciar uma atividade física e optam pela corrida, por ser uma atividade que não necessita de muito investimento, podendo ser realizado em qualquer lugar.

Por mais simples que pareça o ato de correr ele vai muito além de colocar um tênis e sair por aí como o Usain Bolt. Então você me diz, mas eu quero fazer isso posso? Pooode, mas isso provavelmente será mais prejudicial do que propriamente saudável e logo, logo você vai procurar um profissional de educação física, por que digo isso?

Inúmeros fatores vão influenciar a sua corrida, como por exemplo, o excesso de peso que gera sobrecarga sobre as articulações e ao continuar a sua rotina de corridas não orientadas pode vir a desenvolver alguma patologia articular, óssea ou ligamentar.

Através da avaliação física realizamos a aferição das dobras cutâneas que possibilitam a análise do percentual de gordura corporal e a diferenciação do que é peso em gordura de massa muscular. Através desta análise podemos mensurar a sobrecarga que estaremos impondo a as articulação durante a nosso exercício e planejar a maneira mais eficiente de reduzi-la trazendo menos impacto, desconforto e prevenindo possíveis lesões .

IMG2

Outro fator seria a sua postura.

 Os desvios posturais seja de joelhos, coluna, ombros, quadril e pés, influenciam diretamente na sua mecânica que quando não avaliados e corrigidos podem levar a protrusões discais podendo evoluir para hérnias, condropatia, bursite e muitas outras patologias.

Através da avaliação é realizada uma análise postural que avalia os desvios e possibilita no planejamento do treino a correção dos mesmos.

IMG3

Os desequilíbrios musculares também tem uma forte influência.

É normal ter um braço ou uma perna com circunferência maior que o outro até um certo limite, pois se este aumento é discrepante você certamente fará compensações o que levará há uma sobrecarga aumentando mais uma vez a probabilidade de desenvolver patologias musculares, ligamentares, articulares e ósseas.

Na avaliação física podemos mensurar estes desequilíbrios através das medidas de circunferências e planejar o treinamento específico para fortalecimento das musculaturas mais fracas e alongamento dos músculos antagonistas, afim de minimizar compensações.

IMG4

E sua pressão arterial e frequência cardíaca como tem andado?

IMG5

Bem, avaliar a pressão arterial é importante. Imagine que a pressão arterial é assim como uma cárie. No início não é percebida, no entanto com o tempo o buraco aparece, a dor incomoda, podendo até mesmo ter a perda do dente. Com a pressão arterial as consequências são mais graves, pode evoluir durante anos sem ser percebida, até que as sua complicações como AVC, insuficiência renal, enfarte, cardiomegalia  entre outras aparecem.

A sua pressão arterial e frequência cardíaca nos dizem como anda seu coração, se você esta apto ou não a iniciar um exercício físico com maior intensidade, são variáveis que ditarão a variação do seu treinamento.

Níveis muito baixos de pressão também não são considerados normais e podem trazer complicações para sua saúde, gerando inicialmente, fraqueza, perda de força muscular, taquicardia, sensação de desmaio, podendo evoluir para um choque circulatório.

A frequência cardíaca

Uma das formas de avaliar a zona alvo de treinamento aeróbio, aquela zona onde deveríamos nos manter para ter um maior gasto calórico. Parece fácil, mas isso não é tão simples quanto parece, essa análise de maneira mais usual leva em consideração a idade e o níveis de frequência normais para a mesma, sendo que medicações concomitantes com o exercício físico como os betabloqueadores (pressão arterial) ou Broncodilatadores (remédios para asma), cada qual influência de maneira oposta na frequência cardíaca e saber exatamente o quanto cada qual vai influenciar particularmente nos seus níveis de frequência é de suma importância para não ter complicações durante o seu exercício.

Então, você viu quantas coisas podem influenciar no exercício físico? No que julgam simples ato de correr? Eu utilizei a corrida só como um exemplo, pois para qualquer exercício físico precisamos de planejamento e o ponta pé inicial para o planejamento de um programa de treinamento, seja ele qual for, estético, esportivo, para saúde, qualidade de vida, perda de peso, hipertrofia, definição muscular ou flexibilidade se dá através de uma boa avaliação física.

 Será que consegui agora convence-lo da importância que tem uma avaliação física?

Sobre o Autor

Flavia Bosco

Flavia Bosco

Flavia Bosco iniciei minha formação em Enfermagem pela Universidade Gama Filho, mas meu sonho sempre foi a Educação Física. Após 3 anos e meio de faculdade resolvi lutar pelo que sempre quis e consegui. Hoje sou formada em Educação Física bacharelado e licenciatura pela universidade Gama Filho.
Trabalhei como professora de musculação, Personal Training, Avaliação física, Treinamento funcional, Corrida, Eventos (na área da Educação Física), mas nada me encantou tanto quanto o método Pilates, paixão que tento passar para todos os meus alunos.
Montei meu primeiro Studio (Corporeal Pilates) junto com meu sócio Igor Borges há mais de um ano, ao qual me dedico integralmente.

Deixe um comentário