COACHING COACHING MOTIVACIONAL PERSONAL

Como Construir Um Networking Que Funciona

o-que-é-networking-860x450_c
Eduardo Correa
Escrito por Eduardo Correa

Você é daqueles que quando pensa em networking imagina um monte de cartões de pessoas desconhecidas e um perfil no Linkedin com muitas conexões mas quase abandonado? Melhor rever seus conceitos ou corre o risco de ficar na mão quando mais precisar…

Possuir uma rede contatos profissionais é imprescindível nos dias de hoje tanto para quem está em busca de emprego quanto para aqueles que desejam alavancar a carreira. Mas para que essas pessoas sejam contatos valiosos, que se sintam seguras para te contratar ou indicar, existe a necessidade de você criar um relacionamento com elas. E isso não se consegue simplesmente ligando para a pessoa sempre que precisar de emprego.

O melhor relacionamento é aquele que você desenvolve baseado na honestidade, ética e generosidade. Ou seja, é preciso dar algo antes de querer receber. Assim você ativa a reciprocidade, um princípio inerente à natureza humana, que faz com que a outra pessoa se sinta devedora em virtude de um favor ou uma gentileza que você tenha feito a ela. E aí começa o vínculo entre vocês.

Entretanto, criar uma rede sólida e consistente é um pouco mais complicado do que isso. É imprescindível seguir algumas etapas e, também, desenvolver alguns hábitos fundamentais, como ser determinado, criativo, disciplinado, ter empatia, coragem e, principalmente, saber ouvir. Não é a toa que muitos especialistas afirmam que fazer networking é quase uma arte.

Mas não se assuste. É possível você fazer contatos em quase todos os locais que você frequenta no dia a dia. Confira a seguir algumas dicas práticas para que você possa construir uma rede sólida e eficaz de relacionamento.

business-relationship1- Defina o que você está buscando e estabeleça metas

O primeiro passo é como você vai obter mais contatos e os meios de gerar relacionamento com eles. Você deve traçar um plano abrangendo quais profissionais quer conhecer, de quais empresas e de que áreas de atuação. Reserve tempo para pesquisar o mercado, listar as empresas alvo e os profissionais escolhidos. É essencial que você tenha feito antes um planejamento de carreira, pois a escolha dessas conexões não deve ser aleatória, e sim baseada em pessoas que possam alavancar esse planejamento.

2- Faça uma lista de pessoas que você já conhece e procure mantê-la atualizada

Um bom começo para você treinar sua estratégia de networking é começar pelo jeito mais fácil. E isso significa familiares e amigos, pessoas que já temos intimidade, mas que muitas vezes não encaramos como possíveis fontes de contatos profissionais. Aqui também vale resgatar professores e ex-colegas de faculdade, bem como ex-gestores e (ex)colegas de trabalho.

3- Crie e promova seu perfil em redes de relacionamento pessoais e profissionais;

Os tempos mudaram e as mídias sociais, como o Facebook e o Linked-in, se expandiram de forma impressionante, mudando o cenário tanto do recrutamento como da recolocação. Entretanto, as redes sociais tanto podem ser aliadas poderosas como inimigas implacáveis, dependendo da maneira como você as utiliza.

A maneira como você escreve (você usa “internetês”?), o que você compartilha e as fotos que publica dizem muito a respeito da sua personalidade. Atualmente, muitas organizações e head-hunters avaliam o perfil dos candidatos nas redes para conhecer um pouco mais sobre a sua vida e para avaliar se será uma boa contratação.  Muitas vezes o profissional perde oportunidades porque seu perfil revela uma pessoa irresponsável e/ou agressiva.

social-media-profile1

4- Faça cursos, especializações, tenha hobbies

Se você é um profissional com um bom planejamento de carreira certamente possui uma lista de cursos e especializações que fará ao longo da sua vida profissional, não apenas para manter-se atualizado, mas para se destacar dos seus pares. Nada melhor do que utilizar essas atividades como fontes de contatos para aumentar sua rede. Aproveite que estará inserido no mesmo ambiente com outros profissionais, o que facilita extremamente a comunicação e a troca. Participe dos trabalhos em grupos, saia para tomar café ou comemorar algo com a turma.

O mesmo serve para hobbies, só que com a diversão adicionada. Pesquisas comprovaram que ao se dedicar apenas por prazer a atividades nada realacionadas ao seu campo de trabalho, você estará desenvolvendo seu lado criativo, responsável pela resolução de problemas, adivinhe onde? No seu trabalho.

5- Frequente eventos sociais, profissionais e congressos

Utilize parte do seu tempo para pesquisar quais encontros, apresentações, palestras ou eventos estão ganhando destaque na sua área – e especialmente quais tem a ver diretamente com sua carreira. Organize-se para participar. Você será duplamente beneficiado: ficará atualizado quanto ao seu mercado e encontrará pessoas diferentes que podem ser novos contatos.

Vá ao happy hour. Passar um tempo com os seus colegas de trabalho fora do ambiente de trabalho é extremamente benéfico. Dessa maneira, você fortalece as relações profissionais levando-as para o campo da amizade. Isso vai fazer com que você se sinta mais confiante com eles, seja dentro ou fora do escritório, e até mesmo quando vocês não estiverem mais trabalhando juntos.

happy-hour (1)

6- Planeje a sua abordagem

Muitas pessoas são inseguras para falar com estranhos ou estão despreparadas para a ocasião e acabam cometendo erros ao aproximar-se de profissionais interessantes, o que pode comprometer o crescimento de seu círculo. Sempre que você for participar de um evento, seja uma happy hour ou um congresso, que pode resultar em contatos valiosos, é importante definir seu propósito. Pesquise o perfil dos profissionais que estarão presentes e memorize 2 ou 3 assuntos relacionados aquele nicho de mercado.

Ao abordar as pessoas seja sempre muito gentil e observe se sua atitude não está incomodando. Ao menor sinal de constrangimento, peça desculpas pelo incômodo e retire-se antes de forçar a barra. Existem alguns pequenos truques que você pode usar para deixar a outra pessoa mais relaxada com sua presença, como por exemplo, chegar sorrindo, respeitar o espaço pessoal (mais ou menos 45 cm) e copiar sutilmente a postura dela.

Lembre-se que é a primeira impressão que permanece. Busque maneiras de se fazer interessante e de ser lembrado depois que for embora. Isso facilitará a continuação do relacionamento posteriormente.

Bom, você já deve ter notado que para fazer e manter um bom networking é importante ter organização e disciplina. Se você é preguiçoso ou não tem tempo, lembre-se que uma rede de relacionamentos bem administrada pode ser útil quando você mais precisar. Considere como um investimento de tempo e energia no seu futuro profissional.

Se você é Coach e gostaria ou precisa ampliar sua rede de relacionamentos, ao mesmo tempo em que aumenta a quantidade de clientes, CLIQUE AQUI  para saber como você pode se tornar um Coach de Sucesso.

Sobre o Autor

Eduardo Correa

Eduardo Correa

Meteorologista de formação, que usa a corrida como terapia, e é apaixonado por psicologia do comportamento humano e dinâmicas sociais. Nos últimos anos dedicou-se ao Auto-Conhecimento e Desenvolvimento de Pessoas. Como Coach de Carreira ajuda profissionais insatisfeitos com a atual profissão a encontrarem trabalhos mais alinhados com seu Propósito de Vida.

Acesse www.coacheduardocorrea.com.br/blog
Curta www.facebook.com/suaproximacarreira

Deixe um comentário