MUNDO SAÚDE PERSONAL PILATES

E AÍ, VAMOS DESCER DO SALTO?

imagem principal3
Flavia Bosco
Escrito por Flavia Bosco

O salto alto para muitas mulheres é sinônimo de beleza e charme. Ele é adorado e algumas delas simplesmente não o dispensam por deixá-las com uma postura mais elegante.

Mais como tudo na vida tem seu preço com o uso do salto alto não poderia ser diferente, afinal quem nunca sentiu dores, sofreu quedas ou entorses utilizando um lindo salto alto?

São infinitos os modelos à disposição, saltos finos, quadrados, plataformas, altos ou altíssimos, frente aberta, fechado e de ponta fina. Os riscos a saúde também são infinitos e o uso excessivo do salto alto pode acarretar em sequelas que serão o nosso assunto de hoje.

Nesse post vou falar sobre as consequências do uso do salto alto especificamente sobre os nossos pés, para isso vamos entender um pouco a sua função.

Quando realizo em meus alunos a avaliação postural inicio sempre pelos pés, pois a grande maioria dos problemas posturais tem origem neles. O pé é a principal estrutura do corpo humano, ele tem a função de se adaptar as irregularidades do solo, suportar o peso do corpo e a força de reação do solo.  Funciona como um complacente mecanismo de recepção e distribuição das sobrecargas, além de funcionar como uma alavanca que dá impulso durante o caminhar.

Então vamos começar a analisar o que o salto alto nos proporciona:

Quando fazemos uso do salto alto reduzimos o nosso apoio para dois pontos específicos dos nossos pés, o ante pé (região anterior do pé e dedos) e o calcanhar. Então nosso equilíbrio e peso corporal são distribuídos para essas duas regiões.

Com nosso contato com o solo reduzido teremos também uma redução do nosso equilíbrio, forçando nossas articulações estabilizadoras dos nossos tornozelos a trabalharem mais, tornando estas cada vez mais rígidas e passíveis a entorses e rupturas.

Promovemos também um encurtamento do tendão de Aquiles, podendo causar dor e tendinite local.

A pressão constante sobre o calcanhar pode provocar o esporão de calcâneo que é a formação de uma nova camada óssea no calcanhar gerando dor e desconforto no pé, especialmente ao caminhar.

Quanto maior a altura do salto maior será a projeção do nosso peso corporal para região do ante pé.

Dissipação de força de acordo com a altura do salto

Dissipação de força de acordo com a altura do salto

Essa projeção anterior força nossos artelhos (dedos dos pés) a sustentarem o peso do nosso corpo em até 90% dependendo da altura do salto.

No início provocam uma sensação de dor nessa região e podem aparecer algumas bolhas, ao longo do uso essas bolhas se transformam em calos.

Você já deve ter visto alguém com os dedos dos pés parecendo garras, essa é mais uma deformação que pode ser causada pelo uso do salto alto. Com a pressão nas extremidades dos dedos, estes tendem a dobrar, elevando as articulações e abaixando a extremidade. Esta lesão pode resultar de um estiramento ou de uma rotura no tendão ou ser consequência de uma fratura no osso onde se faz a união com o tendão. Com a persistência deste quadro, formam-se calos dorsais e nas pontas dos dedos, que podem ser acompanhados de dores intensas, criar dificuldades no caminhar, além do desconforto estético.

Deformação pelo excesso de uso  do salto muito alto

Dedos em forma de garras devido ao excesso de salto alto

Com a excessiva pressão do peso corporal sobre os dedos também pode ocorrer à formação do neuroma de Morton, que é o espessamento dos nervos entre o 3º e 4º artelho, condição extremamente dolorosa.

O Hálux valgo ou mais conhecido como joanete, também é influenciado pelo uso do salto. É uma patologia caracterizada por uma deformação ou crescimento ósseo do grande artelho (dedão) que se desvia em direção ao segundo artelho, causada pela contínua pressão excessiva em calçados estreitos e afinados. É uma patologia que necessita de intervenção ortopédica ou cirúrgica.

Uso em excesso de calçados de bico fino podem ocasionar nesse tipo de deformação

Uso em excesso de calçados de bico fino podem ocasionar nesse tipo de deformação

E não podemos deixar de citar a famosa fascíte plantar já comentada no blog por Igor Borges. Quando usamos sapato de salto, por um longo período de tempo, temos um encurtamento da fáscia plantar, gerando dor na sola do pé, como pontadas, geralmente próximo ao calcanhar, sendo a dor pior pela manhã e aliviando ao longo do dia.

Você já devia imaginar que o uso do salto alto gerava problemas a sua saúde, mas não tantos, não é verdade?

 Essas são algumas das consequências que o uso excessivo do salto alto pode provocar em nossos pés no próximo post vou falar sobre as consequências sobre os nossos joelhos, então fiquem atentos!

Sobre o Autor

Flavia Bosco

Flavia Bosco

Flavia Bosco iniciei minha formação em Enfermagem pela Universidade Gama Filho, mas meu sonho sempre foi a Educação Física. Após 3 anos e meio de faculdade resolvi lutar pelo que sempre quis e consegui. Hoje sou formada em Educação Física bacharelado e licenciatura pela universidade Gama Filho.
Trabalhei como professora de musculação, Personal Training, Avaliação física, Treinamento funcional, Corrida, Eventos (na área da Educação Física), mas nada me encantou tanto quanto o método Pilates, paixão que tento passar para todos os meus alunos.
Montei meu primeiro Studio (Corporeal Pilates) junto com meu sócio Igor Borges há mais de um ano, ao qual me dedico integralmente.

Deixe um comentário