COACHING COACHING MOTIVACIONAL MUNDO SAÚDE PERSONAL PSICOLOGIA

O Seu Cérebro Ajuda …ou Atrapalha?

brain-neurons
Eduardo Correa
Escrito por Eduardo Correa

Nosso cérebro é muito poderoso. Mas, infelizmente, a maioria das pessoas não sabe utilizá-lo como um aliado para alcançar seus objetivos. Todos nós queremos ter mais tempo livre, curtir mais, empreender, ter mais dinheiro. Mas ficamos travados sem saber por onde começar.

Comece pelo seu cérebro.

Você percebe o mundo através dos seus sentidos (visão, audição, paladar, tato e olfato), mas sua mente precisa realizar uma filtragem para selecionar quais elementos da realidade serão percebidos. Caso contrário seria impossível lidar com a imensa quantidade de estímulos que nos cercam.

Nossos objetivos são um exemplo disso. Quem nunca decidiu comprar determinado modelo de carro e a partir daí, parecia que existia um número enorme desse carro pelas ruas? Ou a mulher que engravida e descobre que uma quantidade enorme de mulheres da sua cidade resolveu fazer o mesmo?

Outro tipo de filtro, mais poderoso porque ocorre de maneira inconsciente, é formado pelas suas crenças, medos e preconceitos. Esse filtro é responsável pelo significado que você dá a determinadas situações ou o modo como interpreta algo. Ele é formado ao longo de nossa vida, mas principalmente na infância.

Onde tudo começou?

A maioria das suas crenças surgem e se instalam geralmente na 1ª infância, até cerca dos 7 anos, tanto as positivas quanto as limitantes. Acontecimentos posteriores podem ir modificando-as (não conheço nenhum adulto que ainda acredite em Papai Noel), mas algumas delas continuam vivas e presentes com a mesma emoção e significado que adquiriram no momento da sua formação.

Naquela época você era como uma esponja absorvendo, a um nível subconsciente, e aceitando todas as informações ao seu redor, sem questionar nada. Como você ainda não tinha condições de avaliar ou raciocinar sobre as experiências, também não tinha meios para saber se o que estava acreditando como verdade era bom ou não para você.

Pois bem, estas crenças e programações estão regendo e moldando a sua vida.

Por isso, adultos, mesmo os mais bem-sucedidos ou com a vida afetiva estável, podem lidar mal com situações aparentemente simples, “como se fossem crianças”. Exemplos comuns disso são o medo desproporcional de falar em público ou aquele sentimento de ciúme que não tem qualquer fundamento (e o dono da emoção sabe disso).

Você deve tomar consciência das suas crenças limitantes, por que elas podem ser as responsáveis por você não estar obtendo sucesso em alguma área da sua vida.

A boa notícia é que você pode mudar qualquer crença negativa ou limitante, substituindo-a por crenças positivas e empoderadoras.

Liberte-se de suas crenças limitantes

O que você pode fazer para vencê-las?

Você tem um potencial imenso, mas apesar disto, pode estar se limitando por causa de suas crenças. Você só é capaz de fazer o que acredita ser possível. Por este motivo é tão importante sair da sua zona de conforto para expandir a sua flexibilidade de pensamento e fazer algo que o ajude a crescer e romper com as crenças limitantes.

Identificando o inimigo

Você deverá fazer um reconhecimento interno para identificar quais crenças limitantes possui. Como fazer? Utilizando seu poder de observação. Elas sempre surgirão quando você estabelecer algum objetivo e sua mente tentar te impedir de tomar atitudes em direção a eles, mesmo sem razões lógicas aparentes.

Nesse momento você irá ouvir uma voz interna dizendo coisas como:

Eu não consigo fazer isso porque…

Eu não posso ter isso porque..

Eu não mereço isso porque….

O que vem a seguir é sempre uma crença limitante. Neste ponto pare o que você estiver fazendo e anote, tanto a situação quanto a frase. Pronto. Você acabou de detectar uma crença limitante.

Outros exemplo muito comum:

Esse é o meu jeito. Eu não posso mudar porque é assim que eu sou (ou porque nasci assim ou porque meu pai era assim);

Anote em um papel essas afirmações. Para cada uma delas, você vai reescrevê-la em formato positivo. Procure formular afirmações que provoquem emoções positivas em você. Afirmações que não provocam nenhuma emoção também não provocam mudanças.

Exemplo:

“Eu não consigo perder peso porque eu vivo procurando comida o tempo todo.”

Troque por:

“Eu agora tenho uma estratégia correta que está me ajudando a alcançar meu objetivo de emagrecer e ter o corpo que sempre sonhei.”

E faça isso com TODAS as frases. Pegue sua lista de frases poderosas e repita cada frase, diariamente, preferencialmente antes de dormir e ao acordar, quando as barreiras racionais estão mais fracas e seu inconsciente mais acessível. O objetivo é substituir as antigas frases que reforçavam suas crenças limitantes por essas novas. Se você puder visualizar uma imagem sua já tendo alcançado o objetivo enquanto repete essas afirmações, vai potencializar o resultado do exercício.

Com a repetição seu cérebro passa a “acreditar” nas novas afirmações e vai parar de te sabotar como antes.

Entretanto, algumas crenças estão tão arraigadas e influenciam tanto a vida da pessoa que pode ser necessário a ajuda de um profissional, como um Coach ou Psicólogo para ajudar a substituí-las.

E é necessário um método para que você consiga remover as camadas inúteis de medos, preconceitos e crenças limitantes, substituindo-as por uma mentalidade poderosa que te dê energia diariamente.

Conheça o livro Destrave Seu Cérebro, um método baseado em Programação Neurolinguística, que foi projetado para você aprender como seu cérebro funciona e, mais ainda, como fazer com que ele trabalhe para você e não contra você.

Sobre o Autor

Eduardo Correa

Eduardo Correa

Meteorologista de formação, que usa a corrida como terapia, e é apaixonado por psicologia do comportamento humano e dinâmicas sociais. Nos últimos anos dedicou-se ao Auto-Conhecimento e Desenvolvimento de Pessoas. Como Coach de Carreira ajuda profissionais insatisfeitos com a atual profissão a encontrarem trabalhos mais alinhados com seu Propósito de Vida.

Acesse www.coacheduardocorrea.com.br/blog
Curta www.facebook.com/suaproximacarreira

Deixe um comentário