QUASE SARADO

3 FATOS IMPORTANTES PARA OBTER MELHORES RESULTADOS NO TREINAMENTO

tres-fatos-que-ajudaram-na-minha-recuperacao
Renato Giannini
Escrito por Renato Giannini

No meu post da semana passada falei sobre o bloqueio facetário que realizado no final de 2013. Quem não leu o post pode se atualizar aqui. Mas na minha empolgação acabei minimizando três pontos muito importantes na minha recuperação e vou complementar agora.

1) IMPORTÂNCIA DO TRABALHO DE PERSONAL TRAINER

Minha esposa me classifica como “destemido”. Sou inclinado aos excessos durante os treinos. E unindo isso ao meu problema lombar + idade com incremento progressivo, sempre passava mais tempo avariado do que treinando, o que pouco contribuía nos resultados esperados.

Ao iniciar o treinamento com o Igor, consegui minimizar os intervalos. Antes ele só tomava conta da minha série. Agora ele toma conta de mim na academia. E me obriga a fazer tudo o que eu não quero fazer, incluindo malhar perna e executar o  perdigueiro. O bloqueio facetário veio para praticamente acabar com os períodos de recuperação por causa da coluna lombar (mas só para ela já que o resto não há solução). Tive outras contusões desde então, mas todos os problemas foram contornados e ajustados dentro de uma rotina de treinamento para aquela situação específica. Graças ao trabalho personalizado do Igor.

Treinar perna, pra que?!

Treinar perna, pra que?!

 

2) ALIMENTAÇÃO ADEQUADA

Sim, dieta é fundamental neste processo para manter o peso. A razão é simples: quanto menos peso, menos pressão na coluna, nas articulações e na vida. Infelizmente regular o que se come deixou de ser sazonal. A dieta regular é pra vida. Hoje estou em um outro tipo de alimentação e quase feliz com os resultados. Mas eu precisava empreender uma grande mudança para começar a alcançar o resultado pretendido. E isso, óbvio, requer sacrifícios. Ajuste a sua dieta ao que você quer como resultado. O meu é abandonar a baranguice com a ajuda do Dr. Rainer Moreira.

Alimentação saudável e moderada.

Alimentação saudável e moderada.

 

3) CONSCIÊNCIA SOBRE O SEU CORPO

Você é a pessoa que mais conhece o seu corpo. Não espere ter um grande problema para depois buscar a solução. Dificilmente uma dor ou incomodo será resolvido sem alguma mudança ou auxílio. E saiba identificar a diferença entre a dor boa e a dor do mal. Sabemos que a dor após a série, a dor boa, a dor que leva a falha, blábláblá, é apenas um sinal um bom treino. Mas tem aquela que está avisando: “deu craca”. Pelo menos uma vez por mês vou a Fisiomove, do fisioterapeuta Yarus Paes Leme, e coloco as coisas no lugar. Foco especial em aliviar a musculatura do ombro e pescoço (meus atuais dilemas).

Eu conheço os meus limites!

Eu conheço os meus limites!

 

Este post é para me redimir com o meu personal e amigo Igor Borges e prestar os devidos créditos ao meu time de especialistas: Dr. Rainer Moreira e ao fisioterapeuta Yarus Paes Leme.

Meu post já fez uma boa ação

Essa semana recebi uma mensagem de uma amiga que leu o post sobre o bloqueio facetário, se identificou, e foi até o consultório do Dr. Paulo Renato buscar uma ajuda para as suas dores na coluna. É bom saber que a nossa experiência ajudou de alguma forma.

E não esqueça de deixar os seus comentários aqui no post!

halter

Sobre o Autor

Renato Giannini

Renato Giannini

"Defino-me um obstinado. Não vou morrer sem conseguir ficar sarado". Desejo pouco: apenas BF abaixo de 2 dígitos e braço de meio metro. Professor, marketeiro e colunista do zBlog tenta alcançar seus objetivos enfrentando hérnia de disco, lesões e paralisias. Existe shape vencedor após os 40? Seriam os sarados astronautas? Muitas questões. Poucas respostas.

Deixe um comentário